Timm Suess e o processo do tempo nas edificações da sociedade

Abandonada às pressas, Pripyat, localizada ao norte da Ucrânia, ficou conhecida pela explosão do reator da usina nuclear de Chernobil em abril de 1986. Hoje, cidade fantasma, mostra através das imagens um sentimento de vazio que predomina no lugar.

001

Suess visitou 20 locais nas regiões de Pripyat e Chernobil como hospitais, escolas, apartamentos, hotéis e cinemas. Todos ainda com a lembrança e sensação da presença humana. “Esses locais são fascinantes porque são grandes, foram evacuados rapidamente e quase ninguém vai lá. Isso os torna uma cápsula do tempo da Ucrânia Soviética de 30 anos atrás.”

004

O fotógrafo mostra em seu trabalho que o belo e a poesia podem estar no decadente, e os locais abandonados permitem entender esse processo.

005

 002

Suas imagens retratam fábricas, prédios, minas em cidades da França, Itália, Ucrânia e Suíça e tenta mostrar a batalha entre o caos e a estrutura, a natureza contra as pessoas e a passagem do tempo. Lugares que hoje, ironicamente, compartilham a ausência dessas pessoas.

003

http://www.mediaquatro.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s