Marketing Multinível ou Pirâmide Financeira?

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e a Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça (Senacon/MJ) divulgaram, em 17 de setembro último, a 6ª edição do Boletim de Proteção do Consumidor/Investidor, que traz esclarecimentos a respeito do que diferencia o marketing multinível das pirâmides financeiras. Clique aqui para acessar.

Lendo o boletim,  não achei muito fácil de entender e quem não passou por alguma experiência confundindo as duas coisas acho que vai concordar comigo. Afora a diferença óbvia de que marketing multinível é atividade legal e pirâmide financeira é atividade ilegal, o resto é mais difícil de perceber e exige um conhecimento um pouco maior para que se possa perceber e avaliar os detalhes que fazem atividades iguais na aparência serem totalmente diferentes, sendo o primeiro uma iniciativa lícita e a segunda, uma fraude.

Das definições que eu encontrei, a mais clara, para começar, está em uma matéria do portal Exame.com, escrita por  no começo de agosto, na qual ele menciona que, segundo a Comissão Federal de Comércio – agência do governo americano responsável por coibir práticas anticompetitivas e proteger o consumidor -, o marketing de rede ou multinível é uma estratégia de venda direta ao consumidor em que a compensação do distribuidor ou revendedor depende da efetiva venda de produtos e serviços para o público em geral – quer dizer, para pessoas que estão fora da rede.

Diferentemente, no esquema de pirâmide, a remuneração ou o ganho vem basicamente do número de pessoas que cada participante traz para dentro da rede e das vendas desse participante para os novos membros conquistados.   Nas palavras de Caleiro, “se o dinheiro é baseado em vendas para o público, pode ser um esquema de marketing multinível legítimo. Se o dinheiro é baseado no número de pessoas que você recruta e suas vendas para elas, então não: é um esquema de pirâmide”.

Além das orientações sobre a identificação de esquemas fraudulentos, o boletim também recomenda à população a consultar a CVM em casos de dúvida sobre a licitude de ofertas de investimento, orientando os consumidores que se sentirem lesados em ofertas de marketing de rede ou multinível a procurarem os órgãos de defesa do consumidor em cada cidade. E isso é bem importante de fazer antes de colocar dinheiro em algum negócio, pensando no dinheiro que vai ganhar sem trabalhar.

Anúncios

Uma resposta para “Marketing Multinível ou Pirâmide Financeira?

  1. Pingback: Golpes Financeiros | Brasil+40·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s