Economia das APPs/APP Economy

No dia 4 de setembro último, o vice-presidente da Comissão Europeia para a Agenda Digital, Neelie Kroes, proferiu um discurso defendendo medidas de estímulo à Economia das APPs na Europa – Stimulating Europe’s App Economy -, com base em relatório preparado por Vision Mobile e Plum Consulting, com patrocínio de ACT4Apps sobre o tamanho da APP Economy na Europa e as opções de políticas para o seu crescimento. (Clique aqui para ler ou baixar o relatório no Slideshare.)

app_economy_eu

Kroes toma o relatório como um alerta, que mostra a importância de um setor – o de produção de aplicativos para telefones móveis e tablets – que há 5 anos nem mesmo existia. São 794 mil empregos, dos quais 529 mil diretamente ligados aos aplicativos (317 mil desenvolvedores) e receitas de 10 bilhões de euros por ano – mais ou menos 30 bilhões de reais.

A Europa representa 22% da indústria mundial de aplicativos  em 2013, praticamente a metade da indústria da América do Norte e umas três vezes e meia a indústria na América Latina.

app_economy_eu_world

Os números da americana Apple também são interessantes. Segundo um relatório de fevereiro de 2012, em cinco anos (arredondando), as 850 mil apps para o sistema iOS, oferecidas na Apple Store, geraram 45 bilhões de downloads, 291.250 postos de trabalho e US$ 9 bilhões – cerca de R$ 20 bilhões, a dólares de hoje – pagos a 275 mil desenvolvedores.

apple

Economista gosta de fazer conta, então vamos lá.  Cada desenvolvedor para o sistema iOS, em 5 anos, fez em média 3 apps, que foram baixadas cada uma perto de 53 mil vezes (29 downloads por dia), e recebeu por isso um valor médio de US$ 0.20 por download, o que dá US$ 174 por app por mês – e a fortuna de US$ 522 (uns R$ 1.150,00, ao dólar de R$ 2,20) por mês.

Bom, estes números são médios e sofrem os efeitos de vários fatores, como bem aponta o professor Silvio Meira (engenharia de software na UFPE), em um post escrito em 2011, fazendo a mesma conta (ver aqui).

Meira aponta o crescimento do modelo de negócios freemium – isto é, “oferece algo grátis e cobra pela versão completa, profissional, sem anúncios, o que for que a diferencie da básica” -, o tempo de vida de uma app – em torno de dois anos -, e a circunstância de que mais de 50% das aplicações não chega a 1.000 downloads durante todo seu ciclo de vida, como fatos importantes na determinação do sucesso financeiro de um desenvolvedor isoladamente considerado.

Um infográfico interessante da Vision Mobile ajuda a qualificar melhor os números do que eles chamam de Economia do Desenvolvedor.

DE13_info_500

Aqui, os pesquisadores consideram como “linha da pobreza” a receita de US$ 500 por mês por app e apuram que 67% dos desenvolvedores recebem menos do que isso por seus aplicativos. Existem plataformas melhores e piores, sendo que os desenvolvedores de aplicações para iOS (Apple) e HTML (web) conseguem melhor desempenho que os demais (“só” 61% abaixo da linha de pobreza) .

O gráfico ainda dá uma ideia do que pode diferenciar um aplicativo em termos de geração de receita para o desenvolvedor. O desenvolvimento para mais de uma plataforma, por exemplo, pode multiplicar por até 7 vezes (só 3% dos desenvolvedores chegam a esse multiplicador) a receita mensal por app. E se a app é “top use” a ponto do desenvolvedor conseguir vender assinaturas (só 12% dos desenvolvedores conseguem), as perspectivas de receitas também melhoram, elevando a receita por mês por app em 2,6 vezes.

Bom, mesmo que você não pense em se tornar um desenvolvedor independente, considere que as apps mudam as formas de comprar, vender e entregar produtos e serviços e podem significar o sucesso ou o fracasso do seu negócio, seja ele qual for. Uma app pode mudar o valor do seu negócio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s