Cadastro Positivo para quem?

Hoje, 1º de agosto, entra em operação o Cadastro Positivo criado pela Lei 12.414/11. O novo cadastro é um banco de dados com o histórico de crédito dos consumidores que tenham expressa e previamente autorizado o envio de informações sobre pagamentos que evidenciam a sua situação de “bom pagador”. Instituições financeiras, empresas que vendem a crédito, consórcios, concessionárias de serviços públicos são os fornecedores das informações para o Cadastro Positivo.

De acordo com a Febraban, os benefícios do Cadastro Positivo serão relevantes se houver adesão – que é voluntária – por parte dos clientes, das empresas que vendem no crediário, das concessionárias de serviços públicos, dos consórcios, dos condomínios, das escolas, das TVs por assinatura, enfim das empresas prestadoras de serviços continuados. Sem um número significativo de clientes com históricos consistentes de pagamentos, as informações não permitirão que as instituições e empresas concedentes de crédito melhorem a oferta de crédito aos clientes “bom pagadores”.

Ainda segundo a Febraban, experiência internacional mostra que são necessários três a quatro anos para se observar os primeiros impactos do novo cadastro no crédito concedido.

Parece certo que um cadastro dos bons pagadores vale bastante para as empresas e instituições financeiras, como lista de bons clientes. A conferir se o Cadastro Positivo de fato trará algum benefício a quem precisa de crédito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s